“Você não precisa que todos o amem, apenas poucas boas pessoas.”

O Rei do Show (The Greatest Showman), é o presente de natal da Fox Film para o mundo. A cinebiografia do apresentador P.T. Barnum conta a história da vitória do showbusiness e de como P.T se tornou um grande showman em Nova York, nos anos de 1832, época em que o mundo do entretenimento não era tão consolidado.

O Rei do Show havia sido anunciado em 2009, porém sua produção passou por inúmeros problemas, devido a insegurança dos estúdios com o musical. Foram oito anos de espera, de reajustes e tentativas, que valeram a pena.

Na trama, Phineas Barnum (interpretado por Hugh Jackman), arrisca tudo por um sonho, e decide montar um circo, que dê ao público alegria e a ele grande fama. Ele resolve então reunir pessoas “bizarras” que têm talento, mas por questões sociais são desvalorizadas pela sociedade. E assim “O Maior Espetáculo da Terra” (nome dado a peça de P.T que ficou em cartaz no Ringling Bros. and Barnum & Bailey Circus) ganhou vida.

A vida toda, Phineas foi apaixonado por Charity Hallett (interpretada por Michelle Williams), filha de um homem muito rico e da alta sociedade, que sempre o humilhou por ser filho de um de seus empregados. Charity porém nunca o viu desse jeito e escolheu ficar ao seu lado e sonhar junto a ele.

O Rei do Show reúne grandes temas e conflitos que infelizmente vemos e vivemos no dia a dia como preconceito, racismo, desigualdade social. A canção original chamada “This Is Me” é de longe uma das melhores do filme, carregada de emoção, bravura, compaixão e amor, tem grandes chances de receber um Oscar (fica a dica).

O elenco também não deixou a desejar em momento algum. De volta ao mundo dos musicais, Zac Efron interpreta Phillip Carlyle, um cantor que é aclamado não pelo seu talento, mas por ser de uma família bem-sucedida. Phillip a convite de Barnum, visita o circo e conhece Anne Wheeler (interpretada por Zendaya), uma trapezista que tenta com seu irmão viver do que gosta, mas acabam sendo tratados como serviçais devido a sua cor de pele. O casal tem uma cena no filme bastante emocionante, mas que acaba não tendo um bom desenvolvimento dentro da trama quanto deveria.

Resultado de imagem para o rei do show

Nem tudo é perfeito, e O Rei do Show obviamente tem lá a suas falhas. Boa parte da introdução dos personagens contém falhas na narrativa, algumas cenas deixam furos nítidos, mas a proposta do filme é alcançada. Há sempre algo bom a ser tirado de qualquer situação, não importa o quão ruim ela seja, e este filme transmite isso, mostrando um “final feliz” a cada problema que surge. Não há como sair do cinema sem um sorriso no rosto.

Então, neste natal, leve sua família ao cinema e veja o maior espetáculo da terra, é um ótimo presente de fim de ano.

Notícias relacionadas