Conhecido por postar vídeos diários enfrentando desafios, e por postar curtas em seu outro canal, o youtuber e ator Logan Paul recentemente postou um vídeo em que ele visita a floresta japonesa Aokigahara (“Mar de Árvores” em português), que é conhecida como “A Floresta do Suicídio”.

Em um vídeo extremamente infeliz, Logan mostra imagens de conteúdo forte e faz piada com suicídio, um assunto que sabemos que é extremamente delicado e sério.

Após uma chuva de comentários negativos, o youtuber postou um vídeo em que pedia desculpas e se dizia arrependido pelo o que fez. No vídeo, Logan também pede desculpas para a família da vítima que é mostrada no vídeo, falando que ele se arrepende e que deveria ter desligado a câmera.

O youtuber também pede perdão para todos os seus fãs e para todos que sofrem de doenças mentais, entre outras coisas.

Mas o foco desta matéria não é o conteúdo que Logan Paul postou e nem seu vídeo de desculpas. O foco é a seriedade de seu erro. O fato de Logan ter feito piada com algo tão sério como o suicídio e o nível do conteúdo que os youtubers hoje em dia estão produzindo.

Os criadores de conteúdo, seja lá qual for o conteúdo, tem que ter sempre em mente que, independente do público deles (mas principalmente se for jovem) consomem seus conteúdos não só como uma forma de entretenimento, mas também como uma maneira de encontrarem pessoas em quem eles podem se espelhar. Seja se for conteúdo de beleza, moda, estilo de vida ou apenas diversão no geral.

Ao criar um vídeo com o tipo de conteúdo desnecessário (como entrar em uma banheira de Nutella) caso do Luccas Neto, o youtuber está incentivando de certa forma seus seguidores a fazer o mesmo ou a terem ideias parecidas.

Conseguir criar um conteúdo de forma original, que seja interessante e, de certa forma, saudável de se assistir, é algo difícil sim. O motivo do bloqueio criativo de grandes YouTubers, são os vídeos sem conteúdo com apenas um título para chamar atenção que conseguem atingir mais visualizações com pouco a oferecer, todos se sentem pressionados a fazer um conteúdo de fácil entendimento e que se encontra na moda.

E o outro ponto de extrema importância e seriedade que ele tocou, foi o suicídio. Citando a youtuber, atriz e autora Carrie Fletcher “Suicídio é um assunto sério, frágil. Se você não é capaz de lidar com ele (no sentido de falar sobre) com respeito e compaixão ou se você está lidando com qualquer outro motivo que não seja o de ajudar pessoas, então você NÃO PODE ser a pessoa que vai falar sobre de forma alguma.”

Muitas pessoas estão pedindo para que Logan seja banido do YouTube, mas por enquanto nenhum representante da plataforma se manifestou sobre o caso.

Notícias relacionadas