Se você é fã do ator Noah Centineo, da atriz Shannon Purser ou tem ficado ligado nos últimos lançamentos da Netflix, provavelmente já deve ter assisto ao mais novo filme de comédia romântica – que vai muito além de um romance – da plataforma de filmes, séries e documentários, “Sierra Burgess is a Loser”.

“Sierra Burgess is a Loser” mostra a história de Sierra (Shannon Purser), uma jovem inteligente, um pouco estranha quando o assunto é situações sociais e que “foge” um pouco dos  “padrões” da sociedade com seu corpo com curvas. Quando seu número de celular é passado para Jamey (Noah Centineo) o astro do time de futebol americano de outra escola, por Veronica (Kristine Froseth) uma das garotas populares e malvadas da escola, em uma pegadinha de mau gosto, Sierra, mesmo descobrindo depois que as mensagens não são para ela, continua se passando por Veronica, até que ela acaba envolvendo a menina malvada na história.

Shannon Purser e Noah Centineo na première do filme.
Foto: site seventeen

Shannon Purser e Kristine Froseth na premiere do filme.
Foto: site PopBuzz

 

Ao longo da história, conforme as duas vão se ajudando no amor, Veronica ajudando Sierra a lidar com a situação com Jamey, e Sierra ajudando Veronica a estudar para ficar mais inteligente para conseguir conquistar um estudante mais velho de quem está afim, acabam se conhecendo mais profundamente, e descobrindo uma amizade um tanto quanto improvável.

A mais nova comédia romântica do Netflix vai além de um filme sobre um romance adolescente. Ok, ele até pode ser um romance adolescente, que para algumas pessoas cai no famoso “clichê adolescente”, mas o filme fala muito sobre você conhecer um lado dos outros que só vamos conseguir conhecer, se esquecermos um pouco os julgamentos.

No filme, depois que Sierra descobre que foi Verônica quem criou toda a situação entre Sierra e Jamey, e que Sierra fica sabendo que Verônica está mal por não ser o tipo de garota que Spence – o garoto de quem ela gosta – está interessado, as duas se unem para se ajudar, e Sierra conhece a real realidade de Verônica, que é uma totalmente diferente da que ela, e de quem está vendo,  imagina, e Verônica descobre que Sierra é uma garota incrível.

Cena do filme.
Foto: site IndieWire

Ou seja, o filme passa as mensagens de que nem tudo é o que parece, que se você der uma chance, você pode conhecer um lado das outras pessoas que pode te surpreender e que, talvez, de vez em quando acabamos nos perdendo de quem somos, e cometemos erros, para depois voltarmos para nossa essência real, já que isso faz parte de ser humano.

Além de tudo isso, o filme tem um roteiro lindo que, como já falamos aqui, não passa apenas a história de um romance adolescente, uma ótima direção e uma trilha sonora que inclui Betty Who e a própria protagonista, Shannon Purser, cantando uma das músicas mais lindas do filme, “Sunflower”, que tem criado fãs pelo mundo.

Na letra, a personagem – a música é utilizada por Sierra  em um momento do filme – diz “i’m a sunflower, a little funny” (eu sou um girassol, um pouco engraçado), que faz relação em como a personagem se enxerga.

 

E, claro, uma ótima atuação de Shannon, muito conhecida pela suas personagens Barb, em Stranger Things, e Esthel, em Riverdale, que arrasa como Sierra, Noah Centineo, já conhecido por muitas pessoas como Jesus, de The Fosters, e Peter Kavinsky, de Para Todos os Garotos que Já Amei, Kristine Froseth como a malvada, porém como um bom coração no final das contas, Verônica, e RJ Cyler, como Daniel, o amigo super engraçado do Sierra.

RJ Cyler, Shannon, Noah e Kristine na premiere do filme.
Foto: site Nación Rex

Sierra Burgess is a Loser está ganhando o coração das pessoas merecidamente, e merece ser visto e revisto. Tanto ele como To All The Boys I’ve Loved Before (Para Todos os Garotos que Já Amei) são filmes de comédia romântica que vão um pouco além do romance, passando mensagens importantes. Sierra Burgess passa as mensagens que já falamos acima, e To All The Boys passa mensagens sobre a importância da família na nossa vida, sobre sair da zona de conforto – nem que seja um pouco – e sobre se abrir para o amor, porque podem sair coisas muito bonitas dele.

Então, se você ainda não assistiu ao filme, eu recomendo fortemente que você assista logo, porque com certeza vai se apaixonar.

Notícias relacionadas