Dia: 15 de Fevereiro, 2019

Publicado originalmente como uma fanfic inspirada em Harry Styles, na época ainda integrante da One Direction, “After” alcançou milhões de leitores no Wattpad. Com tanto sucesso, a história logo virou uma série de cinco livros e, agora, foi adaptada para o cinema.

Distribuído pela Diamond Films no Brasil, o longa ganhou seu trailer oficial nesta quinta-feira (15), incluindo uma versão com recado especial de Anna Todd, autora do romance, para os fãs brasileiros.

https://www.youtube.com/watch?v=UZfzWkKpJKg&feature=youtu.be

O filme conta a história da jovem Tessa Young (Josephine Langford), que vê sua vida mudar completamente depois de conhecer o misterioso Hardin Scott (Hero Fiennes Tiffin). Aluna dedicada, filha obediente, namorada fiel e com grandes ambições para o futuro, ela vê seu mundo protegido se abrir quando seu caminho cruza com o de Hardin, um rebelde que a faz questionar tudo o que sabia sobre si mesma e o que queria para sua vida.

A data de estreia está marcada para 11 de abril.

Di Ferrero divulgou nesta quinta-feira (15) a versão acústica de “Um Bom Motivo”,  música com participação do rapper Luccas Carlos, lançada em novembro do ano passado.

Composta em parceria com Gee Rocha e Go Dassisti, que também trabalharam na produção, além do próprio Luccas, a canção já está disponível no YouTube e em todas as plataformas digitais. Ouça:

Ao falar sobre a canção, Di Ferrero disse estar feliz por contar novamente com Luccas Carlos e falou que gosta de trazer a música mais para o lado orgânico, por ter muito a ver com ele. “Às vezes essas versões me tocam mais que as originais, como foi o caso de ‘Um Bom Motivo Acústica’, completou.

Após passar por diversos problemas pessoais, Avril Lavigne está de volta com seu novo álbum “Head Above Water”. Esse é o sexto disco da carreira e o primeiro, após um hiatus de 5 anos. Em diversas faixas, a canadense relata o quanto foi difícil viver com a doença de Lyme, que é o motivo por qual ela ficou afastada.

O primeiro single do projeto leva o mesmo nome do álbum. Ele já ultrapassou a marca de 165 milhões de streams até agora e mais de 60 milhões de views no YouTube. Também foram disponibilizadas antes do lançamento “Tell Me It’s Over” e “Dumb Blonde” com a participação da rapper Nicki Minaj. Ambas possivelmente serão trabalhadas como single.

Até o fechamento dessa matéria, “Head Above Water” se encontra em primeiro lugar em mais de 20 países, incluindo o Brasil. Aqui no país, a versão física deve chegar em breve. Enquanto isso, você pode ouvir em todas as plataformas digitais.

Ouça abaixo.

Do Rio de Janeiro para o mundo. Isso que define a gravação do primeiro DVD da carreira de Ludmilla.

Na última noite de quinta feira, 14, Ludmilla subiu ao palco do Jeunesse Arena, localizado na Barra da Tijuca, trazendo uma apresentação incrível para não deixar ninguém parado, e nem o atraso de 1 hora incomodou os fãs e todos os presentes. Foi um show incrível!

Ao todo foram 24 musicas, nove delas são inéditas e que pertencem ao novo trabalho da cantora, “Hello Mundo”. Entre os sucessos teve “Não Encosta”, “Hoje”, “Tudo Porque Você Mentiu”, “Din din din”, “Cheguei”, entre outros.

Não podemos negar que o show foi muito bem produzido e organizado, trazendo 19 bailarinos ao palco, convidados de honra como, Jão, Simone e Simaria, Léo Santana, Ferrugem e Anitta, que engrandeceram ainda mais uma noite mega especial pra Lud e todos os presentes.

Para quem não sabe, Ludmilla é super fã da cantora Beyoncé, e nos shows dela o que não falta é referências a Queen B, o DVD também não ficaria de fora.

O ponto alto da noite com certeza foi o maravilhoso cover de “Halo”, grande sucesso da cantora americana que na voz da carioca fez todos se emocionarem com sua afinação e entrega.

Ainda revelou: “Eu vou fazer uma homenagem a uma pessoa que depois de hoje tenho certeza que ela vai saber que eu existo.” Uma fofa, né?!

A cantora carioca fez um marco na sua carreira, selando seu espaço consagrado na indústria e trazendo a diversidade do brasileiro, cantando pop, sertanejo, axé, e obviamente o funk. Ludmilla merece todo o reconhecimento que tem e o que ainda virá.