Depois que Jessie perde a mãe, e seu pai conhece outra pessoa, ela se vê tendo que se mudar de Chicago para Los Angeles, e começar uma outra vida. Longe da melhor amiga e de toda sua “antiga” vida, Jessie se sente perdida em uma nova escola.

Mas isso muda quando começa a receber e-mails de “Somebody/Nobody”, uma pessoa misteriosa da escola, que tem como ideia ajudar Jessie nessa sua nova vida. Por mais estranho que possa parecer, Jessie e S/N se tornam bem próximos, ao ponto de ela querer conhecer a pessoa por trás dos e-mails, que depois viram mensagens de texto.

(Reprodução: Amazon)

 

Em “Tell Me Three Things” eu tive a famosa sensação de que eu queria devorar o livro e ao mesmo tempo que eu queria demorar muito para terminar, porque eu não queria terminar. Essa é uma das melhores sensações para alguém que ama uma leitura boa e gostosa. Tanto que quando eu terminei, a vontade era de deletar tudo da memória e reler.

Eu queria entrar na história e ser amiga da Jessie, para não fazer ela se sentir tão sozinha e perdida. E conforme ela ia conversando com o S/N eu ia criando as minhas próprias teorias de quem era a pessoa secreta. Por mais livros desse jeito no mundo!

Sabe quando você termina um livro, e a única vontade que você tem é a de ver o filme desse livro? Essa era e continua sendo a minha vontade. Quem sabe a história não ganha uma adaptação?!

Notícias relacionadas