Na última sexta-feira, Gloria Groove agitou as redes sociais com o lançamento de “A Queda”, seu mais novo single. Com tema forte da atualidade, a artista critica a cultura do cancelamento no segundo single do álbum Lady Leste, após o sucesso de “Bonekinha”, que soma 16,8 milhões de streams no Spotify.

Durante coletiva de imprensa realizada na sexta-feira, a artista revelou algumas curiosidades sobre o vídeo e falou sobre as inspirações por trás da música.

“O mestre de cerimônias foi o primeiro personagem que imaginei, pois já imaginei que realmente haveria muitas facetas e personagens, mas a figura dele convidando o público eu achava essencial”, disse a drag queen.

“Cada cena conta um fator muito específico. A primeira é esse momento de riscos, que as pessoas estão te aplaudindo, mas esperando você cair a qualquer momento. Na segunda, eu fui a gostosona que vai ser exposta, a estrela do show macabro. Na terceira, é o esgoto, o submundo desse universo cheio de energia negativa, e a quarta e última é o linchamento, o ataque, algo mais ‘físico’”.

Cultura do cancelamento

Durante a coletiva virtual, Gloria falou sobre o cancelamento on-line. “O que tem me ajudado muito é perceber que o cancelamento, ele geralmente vem de um momento em que o grande público consegue reparar um grande traço de humanidade de uma pessoa que a gente esperava que tivesse um comportamento X. E aí, todo mundo percebe que ali atrás tem gente, o cancelamento igual a frustração ou diferente de frustração, acho que esses conceitos se misturam um pouco”, afirmou.

Por isso, segundo a artista, a faixa tem o objetivo de fazer com que as pessoas reflitam sobre o assunto. “A música está ali mais para mandar o meu recado e dizer assim: ‘eu estou aqui, eu recebo o amor, aceito o amor, mas eu sei muito bem do que o ódio é capaz. Ela está ali para tirar essa reflexão, causar um despertar, eu não lembro de ter visto alguém falar de ódio de uma forma tão versátil”.

Referências

Assim que o videoclipe foi lançado, os fãs – no Twitter – começaram a comentar sobre as referências notáveis no vídeo. E, claro que este assunto foi falado na coletiva. De acordo com Gloria, ela se inspirou em “I Write Sins, Not Tragedies”, de Panic! At The Disco; “No Place Like Home”, de Todrick Hall; e “Believer”, de Imagine Dragons.

No entanto, os fãs notaram referências de “If U Seek Amy”, de Britney Spears. “As inspirações que usei foram as citadas já, mas quando os fãs me falaram dessa semelhança com a Britney, me acendeu uma luz, pois eu nem tinha pensado nisso. Mas fico feliz que a música lembre um hino da Britney”, contou.

Notícias relacionadas